domingo, 4 de setembro de 2011

Digitei-as...

... E revi-me nas palavras do passado.
Do que fui, do que sou e do que continuarei a ser.
De tudo o que faz parte de mim.
Relembro o que sucedeu.
Anos e anos até aqui, este preciso ponto.
E entre memórias de outros tempos,
Só me apetece pensar:
"Só ainda comecei,
E estou a ficar velha..."

7 comentários:

ritag. disse...

Nunca te agradeci convenientemente pelo apoio que me estás a dar. A verdade é que me encontro imensamente grata e que não consigo demonstrar-te essa imensa gratidão. Vejo o teu apoio como algo um tanto ou quanto indirecto, mas é assim que necessito dele. Fazes-me sempre encarar as coisas da melhor forma, ainda que elas possam ter a pior. Resumindo tudo, ajudas-me bastante ainda que nunca te tenha dito. és uma querida. um obrigada enorme <3

Rosélia disse...

Se tu soubesses o quanto eu adoro máquinas de escrever...


E as memórias têm um grande impacto na pessoa que vemos hoje, mas o teu melhor tempo está para vir, confia em mim minha querida amiga. Velhos são os trapos.

anica margarida disse...

espero que esse reecontro chegue rápido, é tudo o que eu mais quero. muito obrigada de coração pelo comentário e pelas palavras de carinho :)

Hugo Nofx disse...

Curiosa a tua poesia.
bjs.

ritag. disse...

és bem mais simpática que eu (:
e volto a agradecer-te por tão carinhosas palavras *.*

Andreia disse...

ainda bem que gostaste do texto. eu também gosto da música da christina perri e obrigada por comentares :)

- Tita * disse...

tens toda a razao .
adorei o texto :)